Problemas de Memória

TDAH – 8 formas de combater o Transtorno do Déficit de Atenção

TDAH

Leia também:  Vitaminas para o cérebro – 13 Alimentos Para Turbinar Sua Memória e Dar Adeus aos “Brancos”

 

O TDAH, Transtorno do Déficit de Atenção com Hiperatividade, é um transtorno tido como neurobiológico que geralmente aparece durante a infância e possui causas genéticas, costumando acompanhar o indivíduo durante a vida toda.

O TDAH se caracteriza por trazer sintomas como a desatenção, impulsividade e inquietude, dentre outros sintomas que trataremos mais à frente.

O TDAH é reconhecido oficialmente como uma doença neurobiológica em vários países e também pela Organização Mundial da Saúde. Inclusive nos Estados Unidos os portadores de TDAH são protegidos por lei, e possuem direito a tratamento durante o período escolar.

O TDAH é o transtorno neurobiológico mais comum em crianças e adolescentes, ocorrendo em 3% a 5% das crianças do mundo todo. Em mais da metade dos casos o transtorno acompanha o indivíduo depois da infância e adolescência, permanecendo na fase adulta.

As crianças portadoras de TDAH costumam ser tidas como “avoadas”, ou que estão sempre no “mundo da lua”. Pessoas portadores do transtorno costumam sofrer bastante, e os sintomas podem ser confundidos com preguiça, desleixo e até mesmo egoísmo. O que faz com que os portadores muitas vezes se culpem e se martirizem sem fazer ideia de que se trata de um transtorno.

O TDAH se caracteriza por um conjunto de vários sintomas. Conheça alguns dos principais sintomas de TDAH:

  • Desatenção
  • Dificuldades de Aprendizado
  • Impulsividade
  • Dificuldades em se concentrar
  • Dificuldade em prestar atenção em detalhes e descuido com atividades de estudo ou trabalho
  • Dificuldade em manter a atenção em tarefas cotidianas
  • Dificuldade em terminar o que começa, incluindo atividades simples como lavar louça e deveres de casa em geral
  • Dificuldade para organizar e planejar tarefas
  • Evitar ou relutar em desenvolver atividades que exijam esforço mental
  • Ter dificuldade de manter a atenção em tarefas ou atividades lúdicas
  • Perder objetos e compromissos com frequência
  • Não se sentir confortável a se manter parado em situações como reuniões e em restaurantes
  • Interromper ou até mesmo se intrometer em conversas e situações alheias com certa frequência e sem perceber.

 

O que causa o TDAH?

Problemas psicológicos: Existem diversos estudos sobre as causas do TDAH, os estudos sugerem causas diferentes. O transtorno pode se originar por fatores psicológicos, como a criação conturbada dada pelos pais e abusos na infância, que podem resultar em conflitos psicológicos.

Fatores genéticos: E também causas genéticas, onde os estudos mostram alterações na região frontal do cérebro em portadores de TDAH.

O funcionamento dos neurotransmissores no cérebro de um portador de TDAH possui alterações, o que dificulta a troca de informações entre os neurônios.

Ao partir de observações no DNA de parentes próximos aos portadores de TDAH descobriu-se que o transtorno pode ter causas totalmente hereditárias.

 

  • Sofrimento fetal: Alguns estudos sobre a origem do TDAH sugerem que uma das possíveis causas seria em casos onde há sofrimento fetal, por conta de problemas no parto ou durante a gestação.
  • Exposição ao Chumbo: Crianças que sofreram exposição ao chumbo podem apresentar sintomas de TDAH, entretanto esses casos são raros e podem ser facilmente identificados através da história clínica.

 

Se você suspeita ser um portador de Transtorno de Défict de Atenção e Hiperatividade ou conhece alguém que possui o transtorno e quer ajudar, listamos as melhores formas de combater o TDAH:

 

Primeiramente: seja diagnosticado

Ser diagnosticado por um médico ou psicólogo vai lhe ajudar a seguir com o tratamento do TDAH, além disso o profissional da saúde determinará se os sintomas podem ser explicados ou atribuídos a outros distúrbios. Já que um em cada cinco portadores de TDAH são diagnosticados com algum outro transtorno (como depressão, borderline e bipolaridade).

 

Evite bagunça e desordem

Manter seu quarto e lar organizados pode te livrar de parte da sensação de sobrecarga e distração, deixe sua casa a mais organizada possível, de forma que facilite o acesso a tudo que precisa e também a locomoção nos cômodos. Além de ajudar a melhorar a concentração durante as tarefas do dia a dia.

 

Mude sua alimentação pra melhor!

Os chamados carboidratos complexos aumentam os níveis de serotonina e ajudam muito no combate dos sintomas de TDAH. Alimentos fontes em carboidratos complexos são os açucares, vegetais verdes e os grãos (arroz, feijão, lentilha). Os especialistas garantem que uma dieta baseada em carboidratos complexos contribui para a melhora do humor, apetite e sono.

Além disso considere incluir mais proteínas na sua dieta, esta pode ser adquirida em carnes, leite e ovos. A proteína é responsável por manter os níveis de dopamina estáveis e isso ajuda a melhorar a atenção e concentração.

 

Busque ajuda e apoio

Terapeutas são uma ótima alternativa para adultos que sofrem com TDAH, a psicoterapia possui efeitos muito positivos no tratamento do transtorno.

A terapia cognitiva comportamental (TCC), é um tipo de psicoterapia que obtém muito sucesso nos casos de TDAH tratados. Nesse tipo de terapia problemas como a falta de controle com o tempo e falta e desordem mental são tratados de forma única.

 

Priorize a qualidade do seu sono

Priorize suas 8h mínimas diárias de sono e se esforce para manter uma rotina quanto aos horários de dormir e acordar. Outra dica é desligar computadores, TV e celulares pelo menos meia hora antes de se deitar.

Priorize a qualidade do seu sono Priorize suas 8h mínimas diárias de sono e se esforce para manter uma rotina quanto aos horários de dormir e acordar. Outra dica é desligar computadores, TV e celulares pelo menos meia hora antes de se deitar.

 

Faça exercícios pela manhã

Quando os níveis de serotonina estão muito baixos os sintomas do TDAH tendem a se intensificar. Portanto se exercite logo pela manhã para evitar isso. Experimente ao mínimo uma leve caminhada com seu cachorro, alongamentos ou pedaladas.

 

TV demais faz mal

Cuidado com o tempo que passa me frente as telas. O excesso de tempo na frente do computador, televisão ou até mesmo celular faz com que a atividades cerebrais se elevem e os sintomas do TDAH se intensifiquem muito mais. Tenha moderação e estabeleça limites. Se for o caso de sentir dificuldades em organizar seu tempo em frente as telas, converse com seu médico ou terapeuta sobre o assunto.

O Transtorno de Déficit de Atenção e Hiperatividade gera muito sofrimento e dificuldades aos portadores, porém a boa notícia é que o tratamento existe. Além de que há formas de combater o TDAH e maneiras de se ajudar! E aí? O que achou das dicas?

Por favor, curte ai!

Sobre o autor | Website

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.

Gostou do Blog? Então compartilha com seus amigos!